Dra. Elizabeth Monteiro: ‘The Ultimate Fighter’

A autora tem longa experiência com crianças, pais e avós, sogras e noras que atende em seu consultório, além da convivência com seus 4 filhos e 6 netos

Por Elizabeth Monteiro

● Palavra de especialista

► Parece “The Ultimate Fighter”. A esposa (nora) para o marido (filho): “Fui ao mercado e quando volto, a surpresa… A sua mãe aqui, com o nosso bebê no colo. Eu já falei pra você que não quero a sua mãe aqui sem me avisar! Perguntei para a babá por que ela tinha pego o João no colo e ela me disse que simplesmente o tirou do berço! Quem a sua mãe pensa que é, para chegar aqui, ir entrando, tirando o João do berço e ficar passeando pela casa com ele? Aqui, quem dá as ordens sou eu e quem sabe se o meu filho deve ficar ou não no berço, sou eu também. Já falei para o porteiro que não é pra deixar essa velha maluca invadir a minha casa quando eu não estiver. E se você, seu frouxo, não falar isso para a metida da sua mãe, da próxima vez eu coloco ela pra fora. Entendeu bem? A culpa é sua!”

A sogra: “Betty, o que está acontecendo com essas moças de hoje? Elas não admitem uma ajuda, uma gentileza, uma sugestão, nem a presença da sogra da casa delas. Eu quero muito ajudar, ver o meu neto, mas fico cada vez mais insegura, sem saber como agir!”

Isso é um fato que vem acontecendo muito nas famílias. Ouço as queixas de noras e de sogras. Sei que tem muita sogra que não vale o pão que come, mas tem muita moça por aí bastante imatura!… Ah! Isso tem…

Sentem-se perseguidas, criticadas, odiadas, diante da mais pura intenção das sogras. Colocam os seus maridos contra a mãe deles, fazem alardes por nada. Ciúmes!! Quanto ciúme! Quanta soberba! Que necessidade é essa de afirmação de posse e poder? Quanta insegurança!

Enquanto não conseguem a atenção do marido e colocá-lo contra a própria mãe, não sossegam. Parece que querem uma prova de amor. Não tenho muita paciência com pessoas imaturas. A ignorância humana me incomoda. Principalmente quando vem de pessoas que se dizem cultas e inteligentes.

Quanto mais simples somos, mais respeito temos pelos mais velhos. Isso eu noto nas famílias humildes. Moças respeitando as avós de seus filhos e vice-versa, num clima de união e cooperação. Mas tem gente que tem mania de encrenca. Tem gente que não consegue viver sem uma intriga. Que dó dessas pessoas… Como se vitimizam!… Que capacidade de odiar que elas têm!

A vida é muito curta, difícil de ser vivida, pra que disputar poder e posse?

Você se sentiu ofendida pela sua nora? Vire as costas e vá embora!

Você se sentiu ofendida pela sua sogra? Faça de conta que não ouviu!

A vida dá muitas voltas. Para se criar e educar um filho é necessário uma aldeia inteira!

Mulheres, cuidem de si!… Busquem a evolução. Tá fora de moda brigar por qualquer coisa. Tá fora de moda falar mal de sogra, nora, marido, filhos e empregada. Criança precisa de casa cheia! Precisa de família! Não custa avisar quando for visitar o seu neto, entendeu? Mas também não custa avisar quando quiser filar boia na casa da sogra. Regras de educação valem para ambas.

 

Elizabeth Monteiro é psicóloga e psicopedagoga, especialista em relacionamento entre filhos, pais e avós, autora dos livros “Criando Filhos em Tempos Difíceis”, “A Culpa É da Mãe”, “Cadê… o Pai Dessa Criança?” e “Avós e Sogras – Dilemas e Delícias da Família Moderna”; tem quatro filhos e seis netos, e escreve todo mês no portal “avosidade”

Posts relacionados

3 Comentários

  1. Ilda said:

    Por enquanto não tenho nada a dizer contra minha nora, lavamos a roupa suja quando necessário e acertamos os ponteiros.

  2. Micha said:

    Se a sogra se sente ofendida, vai embora. Se a nora se sente ofendida engole e finge que não ouviu. Belos conselhos dona psicóloga!!! Sogra tbm não pode ofender nora e achar que não pode ouvir um ai pq é mais velha. Se ofendeu vai ouvir. Ou vai ficar falando pro nada pois a nora vai virar as costas e sair com o bebê (mas aí quem se vitimiza, mesmo???). Simples assim. Respeito tem que ser mútuo e seus conselhos são rancorosos até o céu. Cruzes. Que as sogras possam se aconselhar com pessoas mais serenas!!!

*

Topo