Dr. Beny: netos não nascem prontos para amar avós

Prontos
Bom e inteligente é ter “semancol”, escolher o horário para visitar os filhos e netos, e não se intrometer nas regras dos filhos

Por Beny Schmidt

● Palavra de especialista

► Aquilo que nós avós esperamos é algo sagrado, mas netos não nascem prontos para amar avós.

O amor dos netos, como tudo na vida, deve ser conquistado.

Bom e inteligente é ter “semancol”, escolher o horário para visitar os filhos e netos, e não se intrometer nas regras dos filhos.

Brincar não é sinônimo de presentear, a presença física é mais sensível que centenas presentes, mas tem muito mais.

Todos os avós abençoados que curtem e são curtidos cederam muito para filhos e agregados em família.

São tios, primas, tios, cunhados, noras, sogros, mas o amor dos netos não tem preço.

Valem mais que tudo isso.

Prontos para o tesouro

Façam de conta que acharam um mapa antigo com a localização de um grande tesouro.

Aí, partam velozmente, vencendo todos os obstáculos para encontrá-lo.

Desta vez, o tesouro possui riqueza infinita e não pode ser encontrado por outros.

Sobre o Dr. Beny Schmidt

Beny Schmidt é chefe e também fundador do Laboratório de Patologia Neuromuscular da Escola Paulista de Medicina, ainda professor adjunto de Patologia Cirúrgica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Ele e sua equipe são os responsáveis pelo maior acervo de doenças musculares do mundo, até então, com mais de 12 mil biópsias já realizadas. E ajudaram a localizar, dentro da célula muscular, a proteína indispensável para o bom funcionamento do músculo esquelético – a distrofina.

Dr. Beny possui larga experiência no campo da medicina esportiva brasileira. Já realizou consultorias para a liberação de atletas de nível internacional. Entre os quais, jogadores de futebol profissional e atletas de algumas modalidades olímpicas. Foi um dos criadores do primeiro Centro Científico Esportivo do Brasil, atual Núcleo de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica (Reffis), do São Paulo Futebol Clube, e do Cecap (Centro Esportivo Clube Atlético Paulistano).

Em 2016, Dr. Beny Schmidt recebeu o registro de qualificação de Especialista em Neurologia. Com isso, tornou-se o único profissional que acumula os títulos de patologista e neurologista fora da Europa (apenas um médico no próprio continente europeu também acumula estes dois títulos).

E mais…

Veja mais posts do Dr. Beny Schmidt no portal avǒsidade:

Dr. Beny Schmidt: avós e a espiritualidade

Dr. Beny Schmidt: “a criança que existe em nós”

Dr. Beny Schmidt: discussão na família

 

Beny Schmidt é médico e cientista, chefia o Laboratório de Patologia Neuromuscular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e também é avô de Luke Benjamin, e dá sua “palavra de especialista” mensalmente no portal avǒsidade

Posts relacionados

*

Topo