Outubro Rosa: vida saudável depois de tudo

Saudável
A autora venceu um câncer de mama e criou um projeto para levar informação e consciência da importância do diagnóstico precoce

Por Cristiana Aires Castrucci

No mês da prevenção, a palavra de quem viveu a própria experiência

Dizem que a vida começa depois dos quarenta… Acredito que seja pelo fato de que começamos a valorizar a vida com mais apreço. Saudável…Saudável…Saudável…

Depois dos quarenta nos damos conta de que nem tudo está ao nosso alcance, experimentamos uma relação com o Divino e passamos a respeitar as leis espirituais do universo.

E assim sendo, depois de realizamos nossos sonhos primários, iniciamos novos projetos centrados no bem estar físico, mental e espiritual.

Passei dos cinquenta anos e ainda não consigo me sentir com todos estes anos no coração e nem na alma.

Tive câncer de mama, estou curada e hoje trabalho conscientizando homens e mulheres sobre a importância de intensificarmos os cuidados com nosso corpo, nossa mente e principalmente nossa alma.

Todos nós já sabemos que precisamos fazer exames para controle da saúde, mas muitas vezes, seja por preguiça ou medo, deixamos para segundo plano. Enrolamos e quando nos damos conta, passaram-se anos…

Estamos no mês de outubro, mês de conscientização sobre o câncer de mama, e assim sendo, vamos priorizar nossa saúde marcando uma consulta com um ginecologista/mastologista para o controle geral e rastreamento de doenças.

O que fazer saudável

Assim poderemos prevenir alguns tipos de câncer e detectar com antecedência, outros tantos. Segue uma lista de exames a serem efetuados, anualmente:
Aferição da pressão arterial
Autoexame das mamas
Sorologias para DSTs
Exame físico
Papanicolau, exames de sangue, ecografia transvaginal
Ultrassom de tireoide e de abdômen
Mamografia
Teste ergométrico
Densitometria óssea

Cuidar do emocional

O segundo ponto importante depois deste check-up é o cuidado com o nosso emocional.

Digo isso porque hoje, com a vida cheia de compromissos, muitas vezes nos esquecemos que precisamos dar atenção às nossas emoções e sentimentos quando estamos passando por problemas que carregamos por mais tempo que o habitual.

Saudável

Raiva, medo, angústia, mágoa, tristeza e decepção são alguns dos sentimentos, que não trabalhados com a devida importância, podem acelerar um desequilíbrio interno físico desencadeando muitas doenças, entre elas, o câncer.

Buscar algum tipo de ferramenta para ajudar no alívio da pressão emocional é fundamental para elaborarmos o consciente e aumentarmos também a qualidade de vida.

Trabalhos de apoio

Sugiro alguns tipos de trabalhos que servem de apoio:
Terapia convencional e comunitária
Grupos de acolhimento
Coaching
Oficinas terapêuticas
Constelação familiar
Terapia social, comportamental ou cognitiva

O espiritual

O terceiro ponto a destacar é o espiritual, aquele que trata da alma, que fala da fé e da existência de um ser superior.

Acreditar que existe algo maior que a nossa capacidade de compreensão racional para dividirmos as incertezas e inquietudes da vida pode gerar conforto e tranquilidade nos diversos momentos que estamos passando:
Meditação
Oração
Centros religiosos
Estudos bíblicos

Seja qual for a sua crença; a busca de um Deus e o desenvolvimento de práticas espirituais podem ajudar no fortalecimento do seu equilíbrio interno.

Termino aqui, lembrando de uma regra básica: se respeite, se ame mais, valorize sua vida e acredite que você pode se presentear todos os dias melhorando a sua qualidade de vida.

Um mês de alegrias para vocês!

E mais…

Veja também no portal avŏsidade:

Dra. Sirlene: qualidade de vida na maturidade

Dr. Fabio Ancona: crianças, avós e pets. Pode?

Dr. Beny Schmidt: a yoga na avosidade

Dra. Elizabeth Monteiro: encare a realidade

Dr. Pitangueira: os avós e os netos autistas

 

Acompanhe o portal avŏsidade também no Facebook!

Cristiana Aires Castrucci é administradora de empresas pela FGV, com pós em Crítica de Cinema; fundadora e idealizadora do Instituto Be Pink - Sem Fronteira contra o Câncer Feminino; é também autora do livro “Você Me Viu Por Aí - A Busca da Identidade Depois do Câncer”

Posts relacionados

*

Topo