Sem perder a ternura jamais

“Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás” Che Guevara   ► Quando minha avó Jacyra imigrou de São Manoel, interior de São Paulo, para a capital, ela levou apenas dois filhos pequenos (a caçula, minha mãe), as roupas do corpo e uma gana invejável para trabalhar movida pela necessidade de sustentar a todos … Continue lendo Sem perder a ternura jamais