A emoção do momento de se tornar avó

Aprendendo a gostar dos livros com a vovó Suzana Mara, Ric é o pequenino que provoca transformações: nada mais será como antes

Por Suzana Mara de Carvalho Vernalha

► Hoje, você fez uma entrada triunfal nesse mundo. Momento de emoção. Fundamental que se diga, enquanto estava na barriga de sua mãe, você se comportou como um fidalgo: com sobriedade e elegância. Provocou alguma azia e judiou das entranhas maternas, que ficaram a mercê de seus chutes. Não para gol, pois você ainda não sabe o que é futebol, o esporte predileto dos brasileiros. Porém, chutes reivindicadores de mais espaço.

Sua mãe, é importante ressaltar, agiu como uma lady: sem reclamações, sem desejos fajutos, com coragem e paciência. Acima de tudo, com persistência e perseverança. Desde o início, optou pelo parto normal, humanizado, aquele que se espera a vontade do bebê de vir ao mundo. Nada é forçado ou induzido. Raridade nesses tempos de pressa, em que a natureza é sobrepujada pela impaciência, ligeireza, do tudo para ontem.

Ela vivenciou algumas horas de contrações com o apoio de seu pai que, parceiro de sempre, não saiu do lado dela, afagando-a nas contrações mais fortes, animando-a o tempo todo. Felizmente, a natureza ajudou e você surgiu de olhos cintilantes, curiosos, sem alvoroço. Parece que quis fazer boa figura para a câmera ultramoderna de seu pai que, acoplada a um suporte preso à testa, tudo registrou.

Sua vivacidade não passou despercebida pelos avós, bisa, tios, primos e amigos que vieram lhe prestar as primeiras homenagens. Foram muitos flashes para registrar seu rostinho lindo que nada tem a ver com a carinha de joelho que seu avô Luiz costuma dizer sobre todos os recém-nascidos.

Que bobagem! Você chegou lindo do berçário, com o cabelo penteado como um mocinho. Irresistível! Os olhos abertos, espertos, comprovaram que você chegou sem tempo a perder, querendo aprender tudo rapidinho.

Portanto, hoje foi um dia impar, mais do que especial. Você, tão pequenino, já provoca transformações. Cheio de luz, iluminará nossos futuros. Nada mais será como antes. Seja bem-vindo, neto amado!

vǒ-escreve---Suzana-Mara-770x770

 

Suzana Mara de Carvalho Vernalha é avó de Ric

Posts relacionados

5 Comentários

  1. Ionete cavalcante said:

    Eu me tornei também avó!
    Reciclei a minha alma.
    Feliz e orgulhosa dos dois lindos netos que tenho.
    Para eles estou escrevendo um livro.
    Contando minhas belas e sagradas experiências voternais!

  2. Marilda Guilherme said:

    Amor sem barreiras! De uma intensidade que até dói. Paixão absoluta! É assim que me sinto com a “avosidade”. Tenho dois netos lindos que vieram completar a família maravilhosa que tenho!

  3. maria do Carmo Teixeira cruz said:

    Meu neto chegará em novembro… Mas ainda não estou ansiosa, ainda estou envolvida com o enxoval dele… São tantas coisas pra fazer, tantos mimos. Tá gerando um certo ciúme aqui, estão falando que não fiz estas frescuras para meus filhos. Respondi que na época deles eu não tinha internet, mas mesmo assim eu fiz muitas coisas que outros bebês não tinham… Sei apenas que estou muito feliz à espera do Mateus… Que venha com saúde e nos traga muitas alegrias.

  4. Eulisian said:

    Ser vó! Ainda não consigo dimensionar tanta emoção, tanto amor! Te amo minha Maria! Em breve estarei ganhando mais uma netinha, a Yasmin.

*

Topo