Nicette Bruno: “ser bisavó é a plenitude!”

Bisavó
Nicette com as bisnetas Bruna (13 anos), Clarinha (1 ano), Ivy (4 meses) e Beatriz (10 anos), e o neto temporão João Pedro (11 meses)

Por Elisabete Junqueira e Jorge Luiz de Souza

● Entrevista com a atriz, mãe, avó e bisavó Nicette Bruno

 

► Ela fez muito sucesso como uma das mais famosas avós da ficção, a Dona Benta do Sítio do Picapau Amarelo, mas é avó e bisavó de verdade, três vezes mãe, oito vezes avó e já é cinco vezes bisavó, e com uma energia de quem ainda quer mais.

A atriz Nicette Bruno teve mãe que era atriz, marido ator (Paulo Goulart), um filho (Paulinho) e duas filhas (Beth e Bárbara) na mesma profissão, e agora tem uma neta, Vanessa Goulart, seguindo o caminho dos tios, avós e da bisavó.

Como ainda trabalha duro (é atriz contratada da Rede Globo, faz teatro, palestras e outras incontáveis atividades), Nicette fica muito à vontade para dizer que quer passar o tempo ativa, atenta, ajudando os filhos e netos a criarem as gerações seguintes.

Nicette nasceu em Niterói, mudou para o Rio de Janeiro ainda criança, mas criou sua família em São Paulo, onde ainda mora, embora vivendo na ponte aérea porque trabalha principalmente no Rio. Ficou viúva do ator Paulo Goulart em 2014.

Quando tinha apenas 14 anos e já estava profissionalizada, ganhou um importante prêmio teatral de atriz revelação e nunca mais parou de ganhar prêmios e distinções. Estreou na televisão nos primeiros dias de transmissão no Brasil, em 1950.

A poucas semanas de completar 84 anos, nesta entrevista ela conta como construiu uma família enorme e superunida. Incluindo as lembranças que tem da própria avó. E compartilha importantes lições que aprendeu com toda a sua experiência de vida.

A entrevista

A seguir os melhores momentos dessa entrevista de uma clareza cristalina e muita emoção.

 

Plenitude
Mãe curte uma vez; a avó, duas vezes; e bisavó é curtição plena

“Nós curtimos duas vezes, né?…
…isso é que eu acho lindo na nossa vida.”

 

Personagem
Vovó antenada, Dona Benta deveria ter computador com capa de croché

“A Dona Benta era a essência do sentimento de avó…
…aquela criatura tão querida.”

 

Entrosamento
A beleza do relacionamento é o respeito à individualidade

“A beleza existe em todos…
…é uma felicidade, eu acho.”

 

Amizade
Diálogo com os netos precisa de ambiente favorável em mão dupla

“Eu agradeço todos os dias a Deus essa possibilidade…
…pra que nós todos possamos ser felizes.”

 

Família
Unidos pela profissão, filhos e netos de Nicete também são atores

“Sempre aos domingos, apesar da nossa profissão…
…festeiros todos somos, ha, ha.”

 

Casa da vovó
Festas de fim de ano alternadas na casa de uma e de outra avó

“Então, nós fazíamos assim…
…estamos reunidos, juntos.”

 

Ancestralidade
Ensinamentos da avó estão vivos até hoje, para não se esquecer nunca

“Lembrar da vovó eu tô falando de 80 anos atrás…
…organizar e dirigir seu próprio lar.”

 

Conquista
Casa é nosso mundo e, se soubermos organizar, conseguimos fazer tudo

“Não posso viver hoje a vida que minha avó tinha naquela época…
…um tinha talento… outros, não!”

 

Felicidade
Sábia receita bem curtinha e simples, que faz tudo dar certo na vida familiar

“O que é ruim eu deleto, agora, o que é bom eu guardo bem guardadinho,…
…e essa lembrança vai me acompanhar sempre, e assim vivemos.”

 

Humanidade
Viver coletivamente dá a satisfação do dever cumprido, diz Nicette

“E agora eu estou adorando os bisnetos…
…assim é a minha vida.”

 

Elisabete Junqueira e Jorge Luiz de Souza são fundadores do portal avǒsidade e avós de Mateus, Sofia, Rafael, Natalia e Andrew

Posts relacionados

*

Topo