Dr. Fabio Ancona: o que é sororidade?

sororidade
Pela experiência e vivência no cuidado com as filhas, as avós são peças fundamentais no esclarecimento da sororidade

Por Fabio Ancona Lopez

● Palavra de especialista

► Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O conceito está fortemente presente no feminismo, sendo definido como um aspecto de dimensão ética, política e prática deste movimento de igualdade entre os gêneros.

Do ponto de vista do feminismo, consiste no não julgamento prévio entre as próprias mulheres. O que, na maioria das vezes, pode ajudar a fortalecer estereótipos preconceituosos criados por uma sociedade machista e patriarcal.

A sororidade é um dos principais alicerces do feminismo, pois sem a ideia de “irmandade” entre as mulheres, o movimento não conseguiria ganhar proporções significativas para se impor.

A origem da palavra está no latim soror, que significa “irmãs”. Este termo pode ser considerado a versão feminina da fraternidade, que se originou a partir do prefixo frater, que quer dizer “irmão”.

Por que fui buscar este conceito?

Como pediatra, sou obrigado a conviver todos os dias com mães e avós que não só se relacionam comigo, mas, principalmente, com outras mães e outras avós.

Escuto e percebo, quase que diariamente, como se dá a maioria dessas relações quando se trata de filhos (não quero falar de roupas, cabelos ou forma física, etc.)

Caricaturando: “você ainda não deu pepino ou a vitamina tal para seu filho?”; “não pode, ele vai ter risco de crescer menos, ou de ter menor inteligência!”

Converse urgente com o seu médico, ele não deve estar muito atualizado!” E por aí vai, seja com relação aos alimentos, suplementos, aleitamento materno, atividade física, escolinhas, etc.

Sororidade e informação nas redes sociais

Na era das redes sociais não há como fugir de “grupos”. De mães; de educadores [ou de pseudo educadores]; de psicólogos de almanaque; de nutricionistas amadoras; e por aí vai.

Consequência: aumento da insegurança e angústia de mães. Especialmente as menos experientes e as que tendem a comprar como verdade qualquer afirmação lida no Facebook ou similar.

Fico impressionado com a quantidade de competição na maioria das colocações que chegam a mim. Como se o fato da conduta de alguém dar certo pudesse significar que a minha está errada.

Acredito firmemente que mulheres esclarecidas e seguras possam assumir a frente dessa questão. Implantando, no que se refere à criação de filhos, a verdadeira sororidade.

Com certeza, entre estas mulheres estão as avós, pela vivência, experiência adquirida e influência natural que tem sobre suas filhas.

Por que não vejo, exceto em sites como o avǒsidade, grupos de avós se posicionando com relação às filhas e aos netos?

Mãos à obra! Com certeza, neste terreno, avós têm muito a contribuir, melhorando o nível das conversas e aumentando a segurança familiar!

E mais…

Veja outros textos e uma entrevista do especialista do Dr. Fabio Ancona no avosidade:

Dr. Fabio Ancona: nutrição x afeto

Dr. Fabio Ancona: a importância das avós para as famílias

Dr. Fabio Ancona: cuidar dos netos faz bem à saúde

Dr. Fabio Ancona: “O que vale hoje pode não valer amanhã”

 

Fabio Ancona Lopez é médico com experiência de mais de 50 anos de exercício da Pediatria e especialização em Nutrologia; é professor titular aposentado da Disciplina de Nutrologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo; é autor do livro “Avós e Netos – uma forma especial de amar – manual de convivência” (Editora Manole, 2011), além de ser também um avô muito experiente; escreve todo mês na “Palavra de especialista” do portal avǒsidade

Posts relacionados

*

Topo