Um sapo friorento

Por Evelyn Heine

Sapo Jururu, folclore resgatado pelo compositor Villa-Lobos (clique na imagem)

► A música traz vários benefícios à formação das crianças, estimulando a concentração, coordenação motora e socialização.

Partindo deste princípio, a cantora e regente Danielle Mattos criou um projeto de resgate de músicas infantis do nosso folclore que foram compiladas pelo compositor Heitor Villa-Lobos e arranjadas por ele de forma simples e genial.

A partir das canções, Danielle desenvolveu um espetáculo-oficina para escolas e espaços diversos, com o objetivo de difundir este repertório e despertar a musicalidade das crianças.

Uma das músicas apresentadas é “Sapo Jururu”.

Cante conosco!

Aqui, além do arranjo vocal de Villa-Lobos, interpretado pelo grupo “Poucas e Boas”, a canção ganhou ilustrações de Noriatsu Yoshikawa e animação de Liliana Akstein.

Na versão arranjada por Villa-Lobos, a letra é a seguinte:

Sapo Jururu,
Na beira do rio,
Quando o sapo grita, oh maninha,
É porque tem frio.

Sapo Jururu,
Na beira do rio,
Quando o sapo grita, oh maninha,
É porque tem frio.
É porque tem frio.

Produção: site Divertudo

 

Quer saber mais?

Sapo Cururu ou Sapo Jururu? Qual é o certo?

A Rádio Ministério da Educação tem a resposta (uma historinha apenas em áudio):

http://www.ebc.com.br/infantil/ja-sou-grande/galeria/audios/2013/04/sapo-cururu-ou-sapo-jururu-qual-e-o-certo

 

Evelyn Heine é jornalista e editora do site www.divertudo.com.br

Posts relacionados

*

Topo