Vó Nairzinha: “cabe aos avós falar de ética e de utopia”

Nazirzinha
O que de melhor se deixa para os netos são os exemplos, principalmente de amor, diz a vovó, explicando que “não se educa com palavras...”

Por Elisabete Junqueira e Jorge Luiz de Souza

● Entrevista com a vovó-compositora Nair Spinelli Lauria

► Quem não queria ter uma avó especialista em brincadeiras? Nairzinha se dedica há 40 anos ao estudo das brincadeiras tradicionais formadoras da identidade cultural brasileira. São maravilhas que ela colheu nas tradições dos indígenas e dos descendentes de portugueses e africanos.

Como ela é cantora e compositora, vovó Nair Spinelli Lauria, que ganhou o apelido de Nairzinha pra se distinguir, quando era criança, da própria avó, de quem é xará, criou o Programa Cirandando Brasil, que já tem um acervo de com 2 mil peças do folclore infantil, catalogadas, escritas e transcritas em partituras musicais.

E de tanto cantar e brincar com gerações e gerações de crianças da sua cidade, Salvador, na Bahia, todo mundo agora a chama de avó. E tem uma consciência muito firme do papel social que cabe aos avós hoje em dia,: “a função de falar de ética e utopias para as crianças”.

“Criança gosta de brincadeiras provocativas e não do ambiente moral dos adultos”, diz. Nairzinha até inventa a palavra “adultização” para afirmar que “avó é para encantar as crianças e evitar que tenham vida de adulto precocemente”. A importância disso, segundo ela é que “a fantasia estimula a criatividade e dá às crianças as ferramentas para sobreviver”.

Nesta entrevista, ela canta uma de suas composições, que ela fez para a avó Nair, com as lembranças da convivência entre elas e da infância feliz que teve. E compartilha os ensinamentos que colheu ao longo da vida, com sua sensibilidade aguçada. Nairzinha arrisca um conselho para todas as avós: “manter viva a criança que há dentro da gente é o segredo para uma vida longa”.

 

Entrevista

A seguir, os vídeos com os principais trechos da entrevista.

 

Papel social
Hoje em dia cabe aos avós a função de falar de ética e de utopia para as crianças

“Eu acho que hoje os avós têm um papel social…
…uma música com tudo o que ela me dizia.”

 

Estrelinha
Canção de Nairzinha para a avó Nair, com as lembranças da infância feliz

“Minha estrelinha…
…o dia amanheceu para você”.

 

Adultização
Avó é para encantar as crianças e evitar que tenham vida de adulto precocemente

“A avó tem que ser o espaço do sonho…
…adultização que ela está vivendo”.

 

Historinhas
Fantasia estimula a criatividade e dá às crianças as ferramentas para sobreviver

“Avó tem que contar histórias…
…na fantasia, na felicidade, na alegria.”

 

Tarefeiras
Avós devem ajudar a tomar conta dos netos, sem ser um tipo de mãe substituta

“O que é que é ser avó? Não é ser mãe substituta…
…e deixando o espaço de vó vazio.”

 

Provocações
Criança gosta de brincadeiras provocativas e não do ambiente moral dos adultos

“O adulto sempre moraliza a brincadeira…
…é entrar no mundo delas.”

 

Longevidade

Manter viva a criança que há dentro da gente é o segredo para uma vida longa

“Eu acho que no dia em que a criança da gente morre…
…seja criança, adulto, avó ou neto.”

 

Amigoníssima
Palavra inventada pela neta leva avó para o futuro e a faz reviver todas as fases

“Assim, com quatro ou cinco anos, disse…
…estou bebê com o menino e adolescente com a menina.”

 

Medo
Colo é o lugar mais seguro para se sentir medo e isso é parte da formação da criança

“Quando a gente trabalha os contos de fada, que a gente quer a obediência…
…do inconsciente do seu neto ou da sua neta.”

 

Sobremesa
Depois que criar filhos, ser avó é diferente e os netos mesmos botam a gente no lugar

“Neto é a sobremesa da vida…
…os netos botam a gente no lugar.”

 

Multiavó
Por cantar com as crianças da cidade há décadas, agora todos a chamam de avó

“Então, eu sou avó também das crianças de Salvador…
…espaço de ternura numa família.”

 

Exemplos
O que de melhor se deixa para os netos são os exemplos, principalmente de amor

“Cada dia mais me convenço de que não se educa com palavras…
…construiu minha autoestima.”

 

 

Veja mais Nairzinha no avǒsidade: 

vǒ canta > Nairzinha: o pintinho piu
https://avosidade.com.br/nairzinha-o-pintinho-piu/

vǒ canta > Nairzinha, a feiticeira como a rosa tão formosa
https://avosidade.com.br/nairzinha-a-feiticeira-como-a-rosa-tao-formosa/

vǒ canta > Capelinha de melão é de São João
https://avosidade.com.br/capelinha-de-melao-e-de-sao-joao/

 

Elisabete Junqueira e Jorge Luiz de Souza são fundadores do portal avǒsidade e avós de Mateus, Sofia, Rafael, Natalia e Andrew

Posts relacionados

*

Topo