Vovó Madalena: as tradições e a modernidade em Portugal

Madalena, rara habilidade para absorver avanços que filhos e netos incorporam e manter a cadeia de transmissão das tradições culturais

Por Elisabete Junqueira e Jorge Luiz de Souza

● Entrevista com a vovó Madalena Abreu Coutinho Gagliardini Graça

 

Vivendo em um Portugal já inserido na modernidade europeia, mas com uma família enorme de 17 netos, com idades entre 5 meses e 16 anos, assim é a vovó Madalena Graça, que trabalhava fora quando jovem, mas parou para se dedicar exclusivamente à família. Nesta entrevista, ela conta como concilia a vida moderna e a preservação das tradições, tão apreciadas em seu país.

 

No extremo norte de Portugal, quase na fronteira com a Galícia, ela recebe os netos nas férias de verão e nas pequenas férias de Páscoa e final de ano numa propriedade espaçosa, a Casa Abbades, uma quinta que tem até capela privada.

Atenta à evolução a cada geração, a vovó consegue com rara habilidade absorver todos os avanços que seus filhos e netos incorporam e manter a cadeia de transmissão das tradições culturais de um povo que tem uma longa história.

A seguir, os principais trechos da entrevista:

 

Dezessete netos
Quatro filhos e uma sobrinha quase-filha, família numerosa em país de pouca população

 

Ceia de Natal
Como sobrevivem costumes tipo presentes colocados furtivamente nos sapatinhos

 

Páscoa
São outras tradições e não só em família, pois a casa fica aberta às visitas

 

Nossa Senhora das Dores
A beleza das festas de toda a cidade, quando se dança o vira e tem procissão

 

Família musical
Piano, harpa, cravo e canto, família integra as gerações por meio da música

 

Cântico do Glória
Família da vovó trouxe da Ilha da Madeira música de Natal tradicional na Europa

 

Elisabete Junqueira e Jorge Luiz de Souza são fundadores do portal avǒsidade e avós de Mateus, Sofia, Rafael, Natalia e Andrew

Posts relacionados

*

Topo