Dr. Marcelo: infarto agudo do miocárdio

Agudo
Entenda como acontece o ataque cardíaco e aprenda quais são os cuidados para que o coração continue funcionando de forma saudável

Por Marcelo Machado de Castro

Palavra de especialista: um rápido atendimento pode salvar vidas

O infarto agudo do miocárdio, ou ataque cardíaco, é a morte das células de uma região do músculo do coração por conta da formação de um coágulo que interrompe o fluxo sanguíneo de forma súbita e intensa nas artérias do coração (coronárias).

A principal causa do infarto é a aterosclerose, que acontece em decorrência das placas de gordura que se acumulam no interior das artérias coronárias, chegando a obstruí-las.

Na maioria dos casos, o infarto ocorre quando há o rompimento de uma dessas placas, levando à formação do coágulo e interrupção do fluxo sanguíneo.

O infarto pode ocorrer em diversas partes do coração, dependendo de qual artéria tenha sido obstruída.

Em casos raros, o infarto pode acontecer por contração da artéria, interrompendo o fluxo de sangue, ou por desprendimento de um coágulo originado dentro do coração e que se aloja no interior dos vasos.

O principal sintoma é dor ou desconforto na região do peito, que pode ser irradiada para as costas, rosto, braço esquerdo e, raramente, o braço direito.

Esse desconforto costuma ser intenso e prolongado, acompanhado de sensação de peso ou aperto sobre o tórax. Esses sinais costumam ser acompanhados de suor frio, palidez, falta de ar ou sensação de desmaio.

Sintomas em idosos agudo

Em idosos, o principal sintoma pode ser a falta de ar. A dor também pode ser no abdome, semelhante à dor de uma gastrite ou esofagite de refluxo, mas é pouco frequente.

Nos diabéticos e nos idosos, o infarto pode ocorrer sem sinais específicos. Por isso, deve-se estar atento a qualquer mal-estar de início súbito.

Os principais fatores de risco para a ocorrência do infarto são a hipertensão, obesidade, estresse, depressão, diabetes, tabagismo e os níveis elevados de colesterol. Os diabéticos têm de duas a quatro vezes mais chances de sofrer um infarto.

Além da prática regular de exercícios físicos, alimentação adequada e cessação do tabagismo, a prevenção de doenças como diabetes e obesidade são fundamentais para evitar o entupimento das artérias e consequentemente o infarto.

O Infarto agudo do miocárdio é uma situação de emergência que exige cuidados médicos o mais rápido possível. Identificar os sintomas precocemente e procurar atendimento médico especializado é decisivo para salvar a vida de uma pessoa infartada.

Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois.

 ▲

Ter netos é, normalmente, ainda melhor do que ter filhos, diz a sabedoria popular. Acho que há alguma lógica nesse pensamento. Temos filhos quando ainda somos jovens e com menos experiência de vida. Netos, já os temos após termos criado filhos e errado o bastante para aprender. Não que avós não errem. Erram, claro. São humanos. 

Assim fica claro entender por que, para alguns, ser avô é melhor do que ser pai. É como se ter filhos fosse o preço que se paga para ser avô (risos contidos). Tenho 7 netos. Na Austrália estão Catarina, com 10 anos, Teresa, com 7, e Heloísa, com 2 anos, filhas da Diana e do Guilherme. 

Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois.

E mais… agudo

Veja também no portal avŏsidade:

Dr. Carlos: envelhecimento e câncer

Dra. Lívia: como prevenir o câncer de intestino

Dra. Juliana: vivendo com a fibromialgia

Dr. André Colapietro: diabetes e a população idosa

Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois.
♦   ♥ ♦   ♥
Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Pois. Então.

Acompanhe o portal avŏsidade também no Facebook e no Instagram!

 

Marcelo Machado de Castro é cardiologista da Prevent Senior

Posts relacionados

*

Topo