Vovô volta a ser criança

Criança
Situações que parecem engraçadas são abordadas no livro como sinal de problemas que podem ser prevenidos se deixarem de ser tabus

Por Elisabete Junqueira

Educadora faz livro porque aluno teve queda repentina nas notas

► É literatura infanto-juvenil, mas o conteúdo é tão denso que, para despertar o interesse da criança pelo livro, na abertura de cada capítulo há um desenho para colorir.

A história gira em torno de um garoto de 13 anos chamado Léo. Ele passa a maior parte do tempo com seus avós paternos e conta histórias engraçadas vividas pelo seu avô.

Mas não sabe que, na verdade, as situações engraçadas são sintomas de algumas doenças da fase senil. Principalmente o tal do “alemão”, como muita gente chama a doença de Alzheimer, evitando falar esse nome que provoca arrepios.

Aí está o ponto alto da obra: ajudar as famílias a falar sobre um assunto que é tabu em nossa cultura. E, por isso, as famílias brasileiras estão tão despreparadas para enfrentar a doença quando ela aparece.

O livro cita prevenções, cuidados e tratamentos para várias doenças e instiga a reflexão sobre envelhecimento e respeito aos idosos.

A autora é a pedagoga com especialização em psicopedagogia Paula Di Caterina. Paulú (apelido que ela mesma usa) não fala só de saúde.

Também procura incentivar o aprendizado do idioma italiano, porque os personagens descendem de imigrantes que vieram da Itália. Como é o caso da própria autora, que também considera o livro uma homenagem aos seus avó italianos.

A intenção da autora é também servir de apoio para profissionais da área educacional, com dicas para trabalharem em sala de aula.

Ela conta que tomou a iniciativa de fazer esse livro a partir de uma experiência própria como professora do ensino fundamental.

Foi quando um aluno, que era muito bom em todas as disciplinas, apresentou queda repentina nas notas devido aos problemas sérios de saúde que o seu avô estava enfrentando.

As crianças, diz ela, não estão preparadas para lidar com ausências, perdas, e tantos outros problemas que acompanham um evento de doença na família.

Trecho Criança

…Vovô Vicente nos ensina a falar palavras em italiano. Sempre relata as mesmas histórias quando os netos estão reunidos. Seja na cozinha durante o almoço, no quintal ou no tapete da sala. Apesar de que na sala sempre sai confusão porque meus primos ficam brigando pelas almofadas. Só sei que a gente escuta com atenção, pois vovô é detalhista. Vai fazendo gestos, imita sons. Eu adoro… rimos muito com o jeito dele. Mas os adultos já não têm mais paciência para escutar as histórias repetidas do vovô, e falam:

– De novo essa história? Os meninos já estão cansados de escutar. Conte outra!

Mas é aí que meus tios se enganam. A gente gosta de ouvir várias e várias vezes e principalmente em aprender uma nova palavra em italiano.

 

Serviço

“Vovô volta a ser criança”, livro infanto-juvenil
Editora Scortecci
Autores: Paula Di Caterina (Paulú), com ilustrações de Fella J. C.
Formato 14 x 21 cms – 76 páginas
R$ 25,50

E mais…

Veja também no portal avǒsidade:

A Ilha do Vovô

O papagaio que não queria repetir

O nome da gente

E-book da zebra sonhadora

100 livros infantis com meninas negras

Seu neto dá um livro de história

♠ ♣

 

Elisabete Junqueira é fundadora do portal avǒsidade e avó de Mateus, Sofia, Rafael, Natalia e Andrew

Posts relacionados

*

Topo