Vó, neto e tecnologia

Tecnologia
A autora com o neto Enrico Guido Minniti, que mora longe mas fez a avó perder o medo da tecnologia e usá-la para vencerem a distância

Por Márcia Mai Ovando

► No final do ano de 2010, meu neto Enrico me incentivou a criar um blog sobre o bairro de Moema, que fica em São Paulo, onde vivi momentos inesquecíveis com meus pais e irmãos. No primeiro momento, fiquei apavorada, pois eu mal me entendia com o computador. Aos pouquinhos ele foi me encorajando, me ensinando e mostrando que o computador não era um bicho de sete cabeças e que depois de algum tempo eu conseguiria dominá-lo. Então, em 2011 nasceu meu blog: moemadetantashistorias! Tecnologia

E cada vez mais procuro aprender, me aperfeiçoar no que é possível. Já sinto que estou bem sabidinha no quesito computador. É lógico que ainda me enrosco e me atrapalho um pouco com tantas e contínuas informações, mas quando isso acontece recorro ao meu neto que, pacientemente, me tira do sufoco.

E o que mais gosto disso tudo é essa mistura de aprendizado com troca de informações, tudo mesclado com carinho, entre esta vó e seu neto de quinze anos. Fico bem feliz quando ele ,também, me pede ajuda com seus trabalhos do colégio e quer minha opinião sobre os livros que precisa ler.

Resposta repleta de corações tecnologia

Toda essa nossa convivência, essa troca é feita através do computador e do santo Skype, pois meu neto mora em Curitiba e eu em Campos do Jordão. Portanto, durante o ano conseguimos estar juntinhos apenas algumas vezes.

E, graças a outra tecnologia, o celular, logo cedo, quando o Enrico caminha para o colégio, envio mensagens de bom dia pelo WhatsApp e, daí, ganho uma parte do dia, pois prontamente vem a resposta repleta de corações, carinhas e doces palavras!

Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então.

Acompanhe o portal avŏsidade também no Facebook!

. Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então. Então.

Márcia Mai Ovando mora em Campos do Jordão e mantém um blog sobre o bairro de Moema, em São Paulo, onde viveu com meus pais e irmãos e desvendou passagens secretas passeando de bicicleta

Posts relacionados

Um comentário

  1. Bernadete Pedroso de Souza said:

    Marcia, para nós, avós, não há distância. Sempre arrumamos um jeito de ajudar ou pedir ajuda…

*

Topo