Poderíamos ter netos sem ter filhos

Poderíamos
O avô, 51 anos de casamento, prole de cinco netos, três filhos, nora e genros, formando uma família “unida, dependente e feliz”

Por José Francisco Queiroz

 Avô na quarentena não perde o bom humor mesmo longe dos netos

Calma, não é uma agressão. Disse várias vezes esta frase aos meus filhos para, jocosamente, insinuar o que é ser avô. Poderíamos.

O choque da declaração, no momento seguinte, sempre se transformou na importância dos meus netos, os filhos que eles cuidam e amam.

Mesmo porque nos conhecemos bem: somos uma família unida, dependente, feliz.

Vera e eu temos cinco netos, dois adotados, dos meus três filhos, vividos em 51 anos de casados. Juntos, com nora e genros, estamos sempre muito próximos.

Nos tempos em que era difícil ter um telefone, eu dizia que filho era como o telefone: não faz tanta falta quando você não tem, mas ocupa um lugar insubstituível quando chega entre nós.

Com netos não é diferente. São a continuidade, são os frutos do valor à vida.

Revendo os guardados Poderíamos.

Nesses tempos, a pandemia tem nos obrigado a buscar o que fazer em casa, para não pirar.

No meu caso, resolvi colocar “meus guardados” em ordem, jogando fora o que hoje não é mais importante (mas um dia foi) e guardando o que me é mais caro.

No âmbito familiar, revi fotos, bilhetes, desenhos, mensagens em vídeos e fitas K7 (é, eles existiram…) e recordações marcantes. Que viagem!!!

Quantas boas e eternas lembranças! A tecnologia tem facilitado vivenciar momentos sublimes, mas inibe a criação de arquivos.

Tenho guardado centenas de desenhos, trabalhos de escola (você já recebeu mensagens do Dia dos Pais ou do Dia das Mães?). Dos filhos e dos netos.

Com o passar do tempo, são valorizados os bons momentos da vida. Os ruins, você se esquece, ou deixa no “fundo do baú”.

Meus filhos já curtem o que guardei. Meus netos descobrirão este prazer mais ali na frente.

Netos são bênçãos de Deus que materializam atos de amor.

A vida não seria completa sem eles.

Então. Pois. Então. 

Então. Pois. Então. 

E mais…

Veja também no portal avŏsidade:

Bem-vindo, vírus

Helena

Giovanna e a graça de Deus

Serena

Fraldas

Então. Pois. Então.

Então. Pois.

Acompanhe o portal avŏsidade também no Facebook e no Instagram!

 

José Francisco Queiroz é publicitário e avô de cinco netos

Posts relacionados

*

Topo