Saúde

Dr. Fabio Ancona: a importância das avós para as famílias

O homo sapiens vive mais do que os outros primatas graças às avós, diz com clareza o autor, pediatra de grande experiência e sabedoria

● Palavra de especialista

► Vamos falar da importância das avós no desenvolvimento das crianças e das famílias: o homo sapiens vive mais do que os outros primatas graças às avós!

Há milhares de anos, elas passaram a ajudar na criação dos netos. Isso liberou as filhas para reproduzirem mais vezes, garantindo a supremacia do homem no planeta.

Casa de avó é recanto de carinho, muito carinho. A ideia é praticamente um consenso para a maioria das pessoas. Entretanto, o que pouca gente sabe é que os cuidados e a atenção das vovós pode ter sido muito mais importante do que se imagina.

Pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, pesquisam na tentativa de comprovar a “hipótese da avó”. É uma teoria existente desde 1997. Esta teoria defende que foi a presença das avós nas famílias que proporcionou uma situação favorável para que os seres humanos vivessem mais tempo do que os demais primatas.

“A função social da avó foi o primeiro passo para que nos tornássemos o que somos hoje”, defende a antropóloga Kristen Hawkes, uma das cientistas que propôs a tese há 15 anos.

De acordo com ela, o fato de adicionar os cuidados das avós ao grupo familiar foi o determinante para que a espécie humana conseguisse chegar ao tempo de vida humano atual.

Para se ter ideia da importância desse fato devemos pensar que, entre os primatas, as fêmeas de chimpanzés sobrevivem apenas mais 15 ou 16 anos após o início do período fértil (que acontece aos 13 anos). E as mulheres podem viver mais 60 anos após essa etapa, iniciada em torno dos 19 anos.

Famílias, aleitamento e desmame

De acordo com esta teoria, historicamente o aumento na expectativa de vida foi possível porque as matriarcas, a partir de um determinado ponto ainda impreciso no tempo, começaram a ajudar a alimentar os netos após o desmame.

Isso aliviou as mães, que puderam, então, interromper o aleitamento mais cedo e terem mais filhos em intervalos menores.

Quando os nossos ancestrais ainda viviam na floresta, após o desmame, os bebês encontravam opções de alimento por contra própria. “Quando a floresta começa a ficar mais escassa, eles migram para ambientes abertos, onde é mais difícil encontrar alimento”, explica Rosana Tidon, professora do Departamento de Genética e Morfologia da Universidade de Brasília (UnB).

As mães passaram, então, a gastar mais tempo e esforço para alimentar sua prole. Foi nesse momento que as avós surgiram como solução. Elas estavam por perto, já tinham passado da idade reprodutiva e passaram a atuar na alimentação dos netos. Nisso, elas liberaram suas filhas para terem mais filhos.

Além disso, as fêmeas ancestrais que viraram avós conseguiram passar adiante o patrimônio genético da longevidade para as gerações posteriores, o que contribuiu para que a expectativa de vida da espécie aumentasse.

Todos ganham

As duas ganham com isso: a mãe porque fica liberada para outras atividades e a avó porque, ao aumentar a capacidade de vida dos netos, acaba aumentando a sua própria aptidão de repassar as características da longevidade aos descendentes.

O outro fato maravilhoso, que tem ligação com este, e do qual falaremos depois, é que avós que se dedicam mais tempo aos netos têm menor incidência de doenças degenerativas da idade, como o Alzheimer! Aí são os netos cuidando dos avós!

Veja mais Dr. Fabio Ancona Lopez no avosidade:

Dr. Fabio Ancona: “O que vale hoje pode não valer amanhã”
http://avosidade.com.br/dr-fabio-ancona-o-que-vale-hoje-pode-nao-valer-amanha/

Dr. Fabio Ancona: o papel dos avós no parto dos netos
http://avosidade.com.br/dr-fabio-ancona-o-papel-dos-avos-no-parto-dos-netos/

Dr. Fabio Ancona: como se preparar para ser avô
http://avosidade.com.br/dr-fabio-ancona-como-se-preparar-para-ser-avo/

Dr. Fabio Ancona: Dia da Avó, uma homenagem
http://avosidade.com.br/dia-da-avo-uma-homenagem/

Dr. Fabio Ancona: nutrição x afeto
http://avosidade.com.br/dr-fabio-ancona-nutricao-x-afeto/

 

Acompanhe o portal avosidade também no Facebook, Instagram e podcast+!

Dr. Fabio Ancona Lopez

Médico com experiência de mais de 50 anos de exercício da Pediatria e especialização em Nutrologia; é professor titular aposentado da Disciplina de Nutrologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo; é autor do livro “Avós e Netos – uma forma especial de amar – manual de convivência”, além de ser também um avô muito experiente

Veja também

14 Comentários

  1. Minhas filhas não contam com os avós, acham que os filhos podem viver viver só com os pais, muito raramente quando saem elas os deixam com os avós, mas com tudo especificado, só fazer o que eles deixam. Então, há uns que podem ser felizes e outros não.

  2. Os meus filhos homens casaram tão bem que elas não deixam os netos nem me visitar. E pior meus filhos teriam que se impor. Não fazem. Tenho uma filha que está grávida, essa neta vou poder curtir. Estou muito FELIZ.

    1. Vc não é diferente de muitas avós. Não dê tanta importancia a esse fato. Isso é o comum nas relações entre netos de filhos. Faça a sua parte..seja amavel com suas noras, entenda- as porq com certeza vc fez algo parecido. As filhas levam os maridos para o seio das suas familias, e se vc quer ter seus netos por perto porq os ama, faça vc a aproximaçao…sem reclamação. Vc verá que essa situação se reverterá. Todos lhe amarão: noras e netos. Abraço

  3. Não tive o prazer de ter e chamar alguém de avó… Mas sou uma avó muito dedicada e muito apaixonada pelos meus seis netos. É um amor inexplicável… Só quem é avó sabe… AMO MUITO MEUS NETOS. Tenho muita paciência e amor em dobro.

  4. Eu com 68 e meu marido com 70 anos cuidamos de nossas duas neta Luiza (10 anos) e Manoela de (8 meses) para o nosso filho e nossa nora irem trabalhar… Tarefa que nos faz o quanto somos importantes para eles e o bem que isso nos faz… sempre ativos e sem tempo para doenças!

  5. Bom dia.
    Havia dias em que receava saltar esta etapa (ser avó) da minha vida. Receios infundados Sei há 3 dias que vou ser avó. Estou felicissima e quero saber gerir esta fase da melhor maneira.
    Estudos e publicações preciosas a que darei a maior atenção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.