Saúde

Geriatra não é médico de idoso

● Especialista alerta: é preciso se cuidar antes mesmo dos 40

Entre as doenças que mais matam no Brasil, a maioria poderia ser evitada com diagnósticos e tratamentos precoces

A expectativa de vida do brasileiro aumentou nos últimos anos, sendo de 72,8 anos para os homens e de 79,9 para as mulheres. Isso é o que revela o último levantamento feito pelo IBGE, em 2018. O aumento está relacionado à medicina preventiva, que evita o aparecimento de doenças e é fundamental para garantir a longevidade das pessoas. geriatra

A primeira dúvida quando se fala sobre envelhecer é com quantos anos se deve procurar um geriatra. A terceira idade no Brasil é definida a partir dos 60 anos, mas o acompanhamento especializado não tem uma regra fixa, podendo até mesmo começar antes, entre os 40 e 50 anos.

O médico especializado em geriatria tem como foco a qualidade de vida como um todo, já que o avançar da idade demanda maior atenção e cuidados específicos. Isso inclui não só os aspectos físicos da saúde, como também emocionais e psíquicos.

Cuidar da saúde de forma preventiva, e não apenas paliativa, é uma das principais vantagens de se realizar o acompanhamento com o médico geriatra. Ele cuida o corpo de forma completa, e não apenas de algumas partes, como acontece com as demais especialidades.

E a prevenção é assunto sério. Entre as doenças que mais matam os brasileiros, a maioria delas poderia ser evitada com diagnósticos e tratamentos precoces, de acordo com o Ministério da Saúde.

Soroterapia como prevenção

Só a alimentação saudável pode não dar conta de produzir todas as vitaminas necessárias para manter corpo e mente equilibrados. Além disso, a absorção das vitaminas administradas por via oral nem sempre é total e elas precisam ser repostas. Por isso, a soroterapia é uma das terapias inovadoras que tem revolucionado o mercado de saúde recentemente.

É um tratamento que faz a diferença no que diz respeito à prevenção. Esta técnica que consiste em injetar substâncias diretamente na veia do paciente pode evitar o consumo de até 10 cápsulas por dia. O diferencial é que vitaminas e minerais não têm sua absorção diminuída pelo fígado e o estômago.

Os resultados das soroterapias são diversos: pele mais viçosa, melhora da imunidade, aumento da energia, age contra insônias e mau-humor. No Brasil, esse procedimento exige um diagnóstico prévio e acompanhamento médico.

Somente ambientes de clínicas regularmente conveniadas aos órgãos de saúde podem realizar as terapias injetáveis. No Brasil, é exigida por lei a presença de um profissional médico, devidamente registrado, acompanhando o paciente.

 Longevidade se planeja cedo

A medicina de longevidade, que é a medicina mais preventiva, consegue ligar diversas patologias aos déficits nutricionais. É comum que os pacientes busquem ajuda médica somente quando estão com alguma enfermidade que poderia ser evitada. Entre elas estão a hipertensão, obesidade e diabetes. Além das próprias complicações, essas doenças fortalecem a covid-19.

Por esses motivos, é fundamental investir na prevenção e no acompanhamento da saúde desde a juventude, o que permite a descoberta e o tratamento de certos riscos. A medicina preventiva pode, portanto, cuidar de todos os integrantes da família, do mais jovem ao adulto.

O conceito de medicina preventiva surgiu no século 20 para alterar a prática médica, que antes tinha como foco apenas tratar as doenças. A especialidade tem como objetivo evitar o desenvolvimento de patologias, assim como reduzir os impactos de problemas na saúde dos pacientes e oferecer melhor qualidade de vida para aqueles que estão realizando algum tipo de procedimento terapêutico.

Medicina proativa

Essa área da medicina reúne diversas técnicas e estratégias de prevenção que resultam em intervenções precoces no curso de possíveis doenças. Os médicos agem de forma proativa, trabalhando no presente para acabar com riscos que indicam o surgimento ou mesmo o agravamento de determinada doença futuramente.

A medicina preventiva, na prática, determina cuidados no dia a dia que ajudam a promover o bem-estar, como realizar exames periódicos, adotar uma dieta saudável e praticar exercícios físicos regularmente.

Em conjunto, essas atitudes diminuem as chances de uma pessoa desenvolver enfermidades que ao longo do tempo podem se agravar, como é o caso da hipertensão e da diabetes, que quando negligenciadas podem causar derrames e cegueira, respectivamente.

As vacinas também fazem parte desses cuidados, uma vez que são indicadas com o objetivo de impedir que determinados tipos de vírus ou bactérias, ao entrarem em contato com o organismo humano, provoquem consequências sérias, como hepatite A, influenza, tétano, tuberculose e até covid-19.

Sobre a autora

A Dra. Márcia Umbelino dos Santos mantém consultórios no Rio de Janeiro, onde iniciou sua atuação profissional.

Enquanto era acadêmica, pertenceu aos quadros do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital do Andaraí e Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro.

Em razão da formação junto a pacientes carentes dos mais variados recursos (sobretudo financeiros), dedicou-se nos anos seguintes à busca pelo conhecimento em tratamentos alternativos que sejam eficazes sem a necessidade de medicamentos custosos.

Entre suas especialidades estão Clínica Médica, Geriatria, Medicina Ortomolecular e Medicina Tradicional Chinesa.

Imagem: S.J. Objio / Unsplash

E mais…

Veja também no portal avŏsidade:

Soroterapia e qualidade de vida

Dra. Ana: estímulos cognitivos e Alzheimer

Por que qualidade de vida é tão importante?

Dra. Ana: cuidados essenciais com os idosos

Dra. Ana: população idosa e o isolamento

Quando engolir fica difícil

O movimento como remédio

Síndrome do cuidador

Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Geriatra.
Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Geriatra.
Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Pois. Então. Geriatra.
É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi.
É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi.
É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi.
É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi.
É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É. Oi. É.
[. .]
Acompanhe o portal avosidade também no Facebook, Instagram e podcast+!

Dra. Márcia Umbelino dos Santos

Médica com mestrado em Auriculoterapia e pós-graduada em Geriatria, Medicina Tradicional Chinesa, Ortomolecular e Tratamento da Dor

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.